segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Zagor 119 - Escolta Militar

Photobucket

Zagor #119 - 18 de fevereiro nas bancas
 

ESCOLTA MILITAR
 

Texto: Burattini * Desenhos: Verni
 

O Espírito da Machadinha se juntou à patrulha militar encarregada de escoltar Colin Randall até Washington. O “mutante” parece querer colaborar, cansado do longo período preso no cárcere de Hellgate e animado pelos benefícios que pode obter por se colocar a serviço da Lei. Mas durante a viagem, ao assistir à repetição de incidentes inexplicáveis, Zagor começa a se perguntar se Skull é mesmo confiável como parece acreditar o professor Blaine, o cientista que o estudou nos últimos anos.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Zagor no YouTube: Indian Circus

Trecho de quase 9 minutos com desenho desanimado exibido na década de 80 no programa Tex & Company.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Zagor TV: Coleção de Gianluca Zaccarelli

Hoje apresentamos a coleção italiana de Zagor e gadgets de Gianluca Zaccarelli.




Vídeo originariamente divulgado no forum ZTN.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Festa de Zagor em Scanno - Última Parte

Apresentamos a última parte dos festejos que ocorreram em Scanno, Itália, em dezembro passado.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Zagor TV: Os Mitos de ZTN - Parte 3 - Nolitta e Ferri



O forum italiano ZTN acaba de divulgar mais um vídeo com homenagem às pessoas que fizeram e fazem Zagor ser um sucesso mundial.

Desta vez, os homenageados são Guido Nolitta, cujo nome verdadeiro é Sergio Bonelli, e Gallieno Ferri, co-criadores do Espírito da Machadinha em 1961.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Zagor TV: Coleção de Giancarlo Orazi



Vídeo com imagens da coleção zagoriana de Giancarlo Orazi, um dos maiores colecionadores de Zagor em todo o mundo.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Festa de Zagor em Scanno - Terceira Parte

Os Irmãos Di Vitto já disponibilizaram a terceira parte dos festejos em comemoração aos 50 anos de vida editorial de Zagor, o Espírito da Machadinha.


Participam também Mauro Laurenti,Graziano Romani e o Monsenhor Angelo Spina.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Minhas lembranças do Fest Comix 2010

Nos dias 15 a 17 de outubro de 2010, aconteceu em São Paulo mais um Fest Comix, promovido pela Livraria Comix

Photobucket
Vander Dissenha na porta da Fest Comix.

Eu já tinha comparecido a um evento desse porte, em 2002 (4º Fest Comix). De lá para cá, a festa aumentou muito. Mudou de endereço e ganhou mais espaço para expor seus produtos. A Fest Comix é um prato feito para quem quer economizar e completar suas coleções. 

Photobucket
Rogério Fernandes, JR, Julio Schneider e Levi Trindade, na 4ª Fest Comix (2002).


Photobucket
JR e Emir Ribeiro, criador de Velta.


Photobucket


Photobucket


Photobucket


Photobucket

A versão de 2010 teve várias participações especiais, mas vou limitar-me a discorrer sobre a presença de Fabio Civitelli, desenhista consagrado do Ranger Tex Willer.

Photobucket
Civitelli, JR, Julio e Gervasio Santana, do Portal Tex BR.

Por causa da presença de Civitelli, muitos loucos por Tex e por quadrinhos Bonelli em geral, dentre os quais eu me incluo, juntaram uns trocados e foram de ônibus, avião, lombo de burro ou a pé até São Paulo, para conhecer uma presença tão ilustre.


Eu estive na Fest Comix na sexta e no domingo. No primeiro dia, ao chegar, a primeira coisa que fiz foi procurar o estande da Mythos, porque, na minha cabeça, seria óbvio que a Editora teria a sua casinha lá. Ledo engano. Rodei a Feira toda e nada achei.

Photobucket

Photobucket
Espaço não faltava para um estande.

Bom, sem um point fixo para juntar os bonellianos, sai em busca de pessoas que eu já conhecia pessoalmente ou daquelas somente vistas por meio de fotos.

O primeiro que encontrei foi a encarnação do Tex: Geraldo Carsan - GG Carsan - era oTex em pessoa. Estava perfeito em sua caracterização. Eu só conhecia o GG por fotos e foi um prazer poder apertar a mão dele e conversar um pouco sobre esse mundo maravilhoso dos quadrinhos.

Photobucket
Felipe Chamy, GG Carsan e JR

Pouco tempo depois, vimos entrar algumas pessoas que já tínhamos visto por fotos: Zeca, um dos maiores colecionadores de Tex do mundo, Dorival, Julio Schneider, Fabio Civitelli e outros.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Eu me aproximei do grupo e me apresentei. Na ocasião, pedi desculpas ao Dorival por alguns comentários muito azedos que eu fizera no passado sobre seu trabalho à frente da Editora.

A partir daí, com a presença dos desenhistas, outros bonellianos foram aparecendo. Óbvio que não me lembro da ordem de aparição dos amigos-leitores.

Assim, pude conhecer Jesus Ferreira, João Rios, Ary Otávio, Felipe Chamy, Marcos Maldonado e tantas outras pessoas de cujo nome não me recordo agora.

Photobucket
João Rios e JR

Photobucket
Jesus Ferreira e João Rios

Photobucket
Marcos Maldonado, JR e Zeca

Photobucket
JR e Gervasio

Photobucket
Os pards fazem uma pausa para o almoço

Photobucket
Heróis presentes na Fest Comix

Civitelli foi de uma simpatia ímpar. Tudo bem que, em minha vida toda de gibizeiro, tive pouco contato com as pessoas que mexem com a coisa. O primeiro foi meu amigo Ota, nos idos de 1990, na Record. Mas Civitelli sorria direto, parecia conhecer-nos desde criancinha, não se cansava de mostrar-nos seus trabalhos, inclusive um que só deve ser publicado em 2012 na Itália.

Photobucket

Photobucket
Civitelli sendo entrevistado

Photobucket

Photobucket


Photobucket
Julio, Civitelli e Dorival

No sábado, descansei das coisas seculares, conforme nos Orienta o Senhor Deus.

No domingo, já com o gás reposto, peguei um ônibus que me levou de Jacareí (interior de São Paulo) até à Rodoviária do Tietê. De lá, peguei o metrô paulista e saí na Consolação. Lá ia eu novamente encontrar-me com os amigos que têm o mesmo gosto pela leitura que eu tenho. Pessoas que seriam completamente estranhas na rua, mas que podem tornar-se amigas a qualquer momento, desde que um saiba que o outro também é bonelliano.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Faço um parêntese para citar meu amigo belojardinense e padrinho do meu casamento Sílvio Raimundo da Silva. Sílvio entrou no BonelliHQ no começo de 2002. Em julho do mesmo ano, eu e minha mãe fomos até Belo Jardim para conhecer e rever os parentes. No mesmo dia em que cheguei, Silvão foi conhecer-me. Que momento memorável, gravado até hoje em VHS e DVD! Depois disso, voltei a Belo Jardim (PE) muitas vezes, pois havia conhecido uma bela mocinha, que se tornaria minha esposa em 14/12/2003. E, no casamento, lá estava o Silvão de novo, como padrinho.

Photobucket
Minha mãe e Sílvio Raimundo

Silvão foi o primeiro bonelliano que encontrei. Depois dele, houve vários outros encontros em vários lugares: Rogério Fernandes em São Paulo, Vander Dissenha no Rio, Sandro Marcelo Silva de Farias em Pernambuco, Luiz Eugênio no Rio, Pedro Bouça no Rio, Orlando Gonzaga, também no Rio. Fecho esse longo parêntese. 

O domingo foi um dia muito corrrido, pois Civitelli teria de voltar para sua terra natal ainda na parte da tarde. Muitas pessoas andavam apressadas para comprar as duas edições especiais lançadas pela Mythos no evento: O livro O OESTE SEGUNDO CIVITELLI e a revista TEX ESPECIAL CIVITELLI, com a magnífica história O PRESSÁGIO.

As minhas cópias autografadas já estavam garantidas desde sexta-feira.

De repente, alguém me falou que o Amigo Valdivino Otílio estava prestes a chegar. Ele vinha de Curitiba de avião, especialmente para conhecer Civitelli. Imaginem se ele chegasse somente após a partida do desenhista! Graças a Deus, Val & Cia chegaram a tempo de conhecer e conversar com o italiano.

Photobucket
Civitelli, Val e seu filho John

Photobucket

Por volta de 13h30, Civitelli foi-se. Com ele, foram também Dorival, Zeca, Julio e todos ligados à Mythos. Não sobrou uma alma sequer. Somente os leitores. Alguns atrasados se aproximaram da mesa com a revista e/ou o livro em mãos e ficaram muito tristes, quando souberam que o desenhista já tinha partido. Da presença dele no evento, sobrou somente um belo pôster. Até hoje eu me arrependo de não ter-me apoderado do pôster (quem mandou ser certinho?). A propósito, onde será que ele foi parar?

Photobucket
O pôster, atrás dos Pards

Algumas imagens postadas aqui foram extraídas do Portal Tex BR.


As omissões (não intencionais) podem ser sanadas pelos interessados. Mandem um e-mail para bonellihq@yahoo.com.br.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Zagor 547 - O Grande Torneio

Photobucket

Zagor Gigante 547, mensal (correspondente a Zenith Gigante 598)

O Grande Torneio - Il Grande Torneo

Roteiro e argumento: Diego Paolucci 

Desenhos: Alessandro Chiarolla

Capa: Gallieno Ferri

Um grande torneio de boxe fez que muitos pugilistas fossem para Portville. Um deles é o jovem Fred Balance, amigo de uma campeão aposentado dos ringues: Rocky Thorpe, velho conhecido de Zagor e Chico. 

Mas o encontro com o amigo e o clima de festa que reina na cidade logo se transformam em uma dramática aventura para o Espírito da Machadinha, chamado a intervir para acalmar a inesperada hostilidade dos peles-vermelha da floresta vizinha à cidade, que eram, até então, pacíficos.

Além disso, Zagor tem de desmantelar uma quadrilha de traficantes que fornece armas aos índios. Como se isso não fosse o suficiente, alguém trama nos bastidores, para que Balance perca seu último combate, aquele do qual o pugilista é o favorito.

Revista publicada na Itália em 02/02/2011.